O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi adiado e, por enquanto, não tem data definida para ser realizado. Mesmo assim os estudantes devem ficar atentos ao prazo de inscrição. Os interessados têm somente até as 23h59 de sexta-feira (22) para fazer o cadastro no exame. 

Apesar da indefinição de quando as provas serão aplicadas, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) não prorrogou o período de inscrição. Em nota, alegou que "para que todos os procedimentos preparatórios sejam cumpridos, faz-se necessário concluir o processo de inscrição".

Até as 16h da última quarta-feira (20), mais de 4,3 milhões de pessoas fizeram o cadastro. As 101,1 mil vagas disponibilizadas para as provas digitais já foram preenchidas.

Prazo

A inscrição para o Enem deve ser feita no site enem.inep.gov.br. A taxa de R$ 85 deve ser paga até o dia 28 de maio, a não ser que o estudante se enquadre nos requisitos do edital que permitem a isenção desse valor.

Na quarta-feira (21), um dia depois que o Senado aprovou o adiamento da prova, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) decidiu suspender o exame. O Inep informou que vai realizar uma consulta aos inscritos para definir novas datas para o exame. O adiamento pode ser de 30 a 60 dias. Com isso, a prova que inicialmente estava prevista para novembro, deve acontecer entre dezembro deste ano ou janeiro de 2021.

"Atento às demandas da sociedade e às manifestações do Poder Legislativo em função do impacto da pandemia do coronavírus no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e o Ministério da Educação (MEC) decidiram pelo adiamento da aplicação dos exames nas versões impressa e digital", diz o comunicado oficial do órgão.

Leia mais:
UFMG começa a debater possibilidade de ensino remoto; semestre não deve ser perdido
MEC decide adiar Enem por pelo menos 30 dias devido à pandemia