Após mais de dez horas de fechamento, os integrantes do Movimento Atingidos por Barragens (MAB) desbloquearam uma linha de trem na altura de Mário Campos, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, na tarde desta terça-feira (19).

Segundo o MAB, a mineradora se comprometeu a enviar um representante com poder de decisão para uma audiência que será realizada na próxima quinta-feira (21). Uma reunião com a diretoria da Vale também foi agendada para a semana que vem.

O protesto reivindicava medidas de reparação para as vítimas do rompimento da barragem da mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, no dia 25 de janeiro deste ano. 

A tragédia já deixou 254 mortos e 16 pessoas continuam desaparecidas. 

Buscas Brumadinho

Procurada, a Vale ainda não se manifestou sobre as condições do acordo firmado com o MAB.

Leia mais:
Bombeiros identificam mais uma vítima em Brumadinho; número de mortos chega a 253
Vale é condenada a pagar R$ 8 milhões a parentes de família que morreu em Brumadinho
Relatório final da CPI de Brumadinho pede ação penal contra a Vale ainda neste ano