Minas registrou mais uma morte de profissional da saúde por Covid-19. A médica Paloma Alves dos Santos, de 27 anos, natural de Teófilo Otoni, no Vale do Jequitinhonha, faleceu na última quinta-feira (13). 

Nesta semana, a técnica de enfermagem Shirlene Alves dos Santos, de 53 anos, também veio a óbito devido à doença em Belo Horizonte

De acordo com a Prefeitura de Nanuque, município onde a jovem trabalhava, na mesma região de Teófilo Otoni, Paloma atuava na linha de frente de combate à doença causada pelo novo coronavírus. Ela foi infectada, ficou internada na UTI por duas semanas, mas não resistiu e faleceu na quinta.

Paloma

Jovem trabalhava em Nanuque

A administração municipal lamentou a perda. "Profissional dedicada e competente consagrou seu tempo e habilidades para salvar vidas".

Jovem recebeu diversas homenagens

A jovem, que se formou em Medicina no Centro Universitário do Espírito Santo (UNESC), no Espírito Santo, em 2018, foi lembrada pelo Hospital da Montanha, onde atuou. A instituição informou em redes sociais que Paloma trabalhou no hospital em fevereiro deste ano. 

"Toda equipe de profissionais e colaboradores do HMNSA lamenta a perda inesperada dessa adorável pessoa e excelente profissional", declarou o Hospital da Montanha.

A Prefeitura de Mucuricí (ES), onde Paloma atuou como médica plantonista, decretou luto oficial de três dias devido ao falecimento da profissional. 

A UNESC também prestou solidariedade à médica. "Com muita tristeza recebemos a notícia do falecimento da nossa egressa de Medicina (turma 2018), Paloma Alves dos Santos".