Médicos da Santa Casa de Misericórdia de São João del-Rei, na região Central de Minas, relataram, em um vídeo publicado nas redes sociais neste domingo (13), que há cerca de dez dias os leitos destinados aos pacientes infectados pela Covid-19 estão lotados e pedem a colaboração dos moradores da cidade para que a situação possa ser revertida.

Segundo o médico Sérgio Veloso, coordenador da área destinada ao tratamento de pacientes com coronavírus, desde de abril a instituição tem aceitado todos os pedidos de vaga em UTI Covid. No entanto, nos últimos dias, a casa de saúde não tem conseguido atender essas solicitações e dar acolhimento à população como era feito anteriormente.

“Infelizmente, estamos trabalhando no máximo da nossa capacidade nos últimos sete ou dez dias. Conseguimos ter rotatividade nos leitos, com alguns pacientes com gravidade menor, mas, infelizmente, o que temos visto atualmente são os pacientes chegando cada vez mais graves, cada vez precisando de mais tempo de internação”, explicou.

Para o coordenador, as pessoas perderam o medo em relação ao vírus e estão se protegendo cada vez menos. “Se a população não fizer sua parte, nunca vamos conseguir atender da maneira que precisamos”, completou.

De acordo com Allysson Dângelo de Carvalho, diretor técnico da Santa Casa, o município passa por um dos momentos mais críticos da pandemia. Segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) na sexta-feira (11), a cidade já confirmou 1329 casos e 22 mortes pela doença. 

“(Essa situação) tem dificultado bastante a incorporação de novos profissionais para que possamos ampliar os nossos leitos. Temos tido bastante dificuldade em encontrar médicos, fisioterapeutas, técnicos de enfermagem. Não é fácil abrir um leito, não é simplesmente abrir um leito e colocar equipamentos. Precisamos colocar qualidade no atendimento da população”, lamentou.

A reportagem do Hoje em Dia tentou contato com a Santa Casa de Misericórdia de São João del-Rei e com a prefeitura da cidade, mas não obteve sucesso. O espaço para manifestação segue em aberto.

Leia mais:

Minas registra 3.478 novos casos e 56 mortes por Covid-19 em 24 horas

Prefeitura intensifica fiscalização a bares após Justiça proibir venda de bebidas alcoólicas em BH

Caixa inicia neste domingo pagamento do último ciclo do auxílio emergencial