Mais da metade das crianças já convocadas em BH ainda não foram se vacinar contra Covid

Lucas Sanches
@sanches_07
26/01/2022 às 10:59.
Atualizado em 30/01/2022 às 01:06
 (Lucas Prates/Hoje em Dia)

(Lucas Prates/Hoje em Dia)

Mais da metade das crianças já convocadas para se vacinar contra a Covid-19 em Belo Horizonte ainda não compareceu aos pontos de vacinação para receber o imunizante. De acordo com a prefeitura da capital, até esta quarta-feira (26), foram chamadas cerca de 26,5 mil crianças, mas pouco mais de 12 mil foram imunizadas - 46% do total. 

Apesar da baixa adesão, quem levou o filho para se vacinar mostra preocupação com a volta às aulas e alívio em poder proteger as crianças da doença. Nesta quarta (26), BH convoca o público de 10 anos e sem comorbidades.

A auxiliar administrativa Carla de Souza, de 48 anos, chegou bem cedo à Escola Municipal Governador Carlos Lacerda, no bairro Ipiranga, região Nordeste da cidade. Junto com a filha Amanda, de 10 anos, ela não escondeu a emoção por ver toda a família com ao menos uma dose da vacina.
"Nós, adultos, já estamos imunizados, e a grande preocupação era com a saúde das crianças, ainda mais com essa nova variante. O coração de mãe fica muito mais leve, já que temos as aulas chegando e a possibilidade de estar mais tranquila", comemora. 

O clima postivo tomou conta não só dos pais, mas também das crianças. Gabriela Prado, de 10 anos, chegou antes das 8h à escola junto com a mãe, a professora Genícia Lima, de 47 anos. Agitada, a garota conta que todos os amigos estavam esperando pela vacina. 

"Desde ontem, a gente estava com muita expectativa. Quase todos os meus amigos têm 11 anos, e já se vacinaram, então só faltava a minha vez. Estou tranquila, mas bem ansiosa", comentou.

Campanha

Para receber o imunizante, é preciso comparecer a uma das escolas onde ocorre a vacinação acompanhado de um dos pais ou responsável legal; com documento de identidade ou certidão de nascimento; CPF; e comprovante de residência em Belo Horizonte.

Reforço

Também nesta quarta, moradores de 47 anos cuja data da segunda dose tenha completado quatro meses podem receber a dose de reforço. É preciso comparecer aos locais de vacinação com cartão de vacina, identidade e CPF. 

Pessoas de outras idades e com, ao menos, quatro meses completos desde a segunda dose também podem procurar um ponto de vacinação para receber a dose de reforço.

*Com Lucas Prates

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por