Cerca de 10% das pessoas vacinadas com a primeira dose da CoronaVac em Belo Horizonte ainda não receberam o reforço, informou a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) nesta quarta-feira (9). Segundo a prefeitura, os grupos prioritários foram chamados, mas muita gente não compareceu aos postos de saúde.

Conforme a secretaria, 37 mil pessoas, de um total de 374.269 mil (incluindo idosos e trabalhadores da saúde), não foram aos pontos de vacinação. Para atingir a meta de 90% de cobertura vacinal preconizada pelo Ministério da Saúde, é necessário vacinar mais 238 moradores.

“É importante esclarecer que os públicos pendentes para receber a segunda dose de CoronaVac foram convocados a tomar a vacina, assim como está sendo feito com a AstraZeneca”, afirmou a PBH, em nota. 

De acordo com a administração municipal, se alguém perdeu a data da vacinação, não adianta ir aos postos agora. É necessário esperar a chegada de novas remessas, enviadas pelo Ministério da Saúde, para concluir o esquema vacinal, já que o estoque atual se esgotou. O último lote de imunizantes do Butantan foi entregue à capital em maio e não há precisão de chegada dos novos lotes.

No comunicado, a Prefeitura de BH explicou que reservou a vacina para este público por cerca de 10 dias, mas as doses precisavam ser utilizadas para que não houvesse perda. Além disso, reforçou que a aplicação do complemento para além dos 28 dias não compromete a imunização.

Segundo dados do boletim epidemiológico e assistencial, mais de 1,6 milhão de unidades de vacinas foram entregues ao município, entre CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer. Ao todo, 909 mil belo-horizontinos foram imunizados, sendo 403 mil com a segunda dose.

Leia mais:

Kalil anuncia novos rumos da flexibilização em BH em coletiva nesta quarta
Bares e restaurantes de BH abertos até 22h? Reunião com Kalil decide se funcionamento será ampliado