O Centro de Saúde Novo Aarão Reis, na região Norte de Belo Horizonte, foi fechado temporariamente na tarde desta sexta-feira (6) após um paciente com suspeita de sarampo procurar a unidade. Nos meses de agosto e setembro, esse protocolo foi adotado em 35 unidades de saúde da capital.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que houve a vacinação das pessoas que tiveram contato com o paciente, foi feita a desinfecção do ambiente e, após isso, a unidade retomou o atendimento.

Nesses casos, a suspensão do atendimento dura em média duas horas. Minas Gerais está em alerta com os números crescentes de casos da doença, que é viral, infecciosa, grave e altamente contagiosa. Somente na última semana, o número de casos confirmados mais que triplicou no Estado, passando de quatro registros para 13. 

A secretaria informou ainda que foram tomadas todas as medidas de protocolo do sarampo executadas diante da suspeita de diagnóstico da doença. Esses procedimentos são executados para resguardar a saúde das pessoas do local e evitar transmissões. 

Veja a lista das unidades de BH onde o protocolo foi adotado:
 
21/08 UPA Centro-Sul
 
22/08 Centro de Saúde São Geraldo
 
23/08 Centro de Saúde Lagoa
 
24/08 UPA Centro-Sul e UPA Leste
 
26/08 Centros de Saúde Califórnia, Tirol, Cafezal, Dom Joaquim, Felicidade I e II e UPA Nordeste – sendo que o caso já foi descartado para sarampo
 
27/08 UPA Venda Nova e Centro de Saúde Jaqueline II
 
28/08 Centros de Saúde Osvaldo Cruz, Nossa Senhora Aparecida e UPA Norte
 
29/08 Centros de Saúde Nova York, Paraíso e UPA Leste  
 
30/08 UPA Nordeste

31/08 UPA Venda Nova

02/09 Centros de Saúde Marcelo Pontel, Carlos Chagas, Jardim dos Comerciários e Alameda dos Ipês e as UPAs Nordeste e Venda Nova
 
03/09 Centros de Saúde Jardim dos Comerciários, Havaí e Waldomiro Lobo e as UPAs Norte e Pampulha
 
04/09 - Não houve fechamento de unidades
 
05/09 – Centro de Saúde Jardim dos Comerciários
 
06/09 – Centro de Saúde Novo Aarão Reis 
 

A vacina é o mais importante método de prevenção. Confira dicas sobre imunização.

sarampo


Leia mais:
Funed utiliza novo método para monitorar sarampo em Minas
Doenças respiratórias deixam 333 mortos em Minas neste ano, sendo 65 por gripe

Risco de surto: casos confirmados de sarampo em Minas atingem o maior número em 20 anos
Foco na vacinação e ações nos municípios