Mais uma cidade mineira terá toque de recolher. Dessa vez, Uberlândia, no Triângulo Mineiro, passará a restringir a circulação de pessoas e a venda de bebidas alcóolicas. A situação é complicada na região e no Alto Paranaíba, onde municípios registram lotação máxima de leitos de UTI devido aos casos da Covid-19.

A decisão foi tomada após recomendação do Núcleo Estratégico do Comitê Municipal de Enfrentamento à doença e passa a valer nesta terça-feira (23). Além de Uberlândia, Patrocínio, Coromandel, Patos de Minas e Lagoa Formosa, no Alto Paranaíba, também adotaram toques de recolher (veja aqui).

Conforme a deliberação normativa, fica proibida a circulação de cidadãos e veículos nas vias públicas entre 20h e 5h. A exceção se dará para casos considerados urgentes, como ida a farmácias, a hospitais e ainda o embarque e desembarque nos terminais rodoviário e aeroportuário, além de outros (veja o documento aqui). 

Outro ponto previsto na deliberação é a proibição da venda de bebidas alcoólicas em estabelecimentos, de quaisquer tipos, independentemente da forma (presencial ou remota), bem como a distribuição para estabelecimentos localizados no território municipal.

Segundo a Prefeitura de Uberlândia, o descumprimento das medidas acarretará em sanções administrativas e responsabilização criminal dos infratores conforme o Código Penal. A deliberação com as proibições entra em vigor nesta terça com validade por tempo indeterminado.

Leitos de UTI

A situação de cidades do Triângulo Mineiro e do Alto Paranaíba é complicada quanto à ocupação de leitos de UTI. Em Uberlândia, conforme boletim municipal, tanto as unidades de UTI exclusivas de Covid-19 quanto as vagas de UTI, em geral, estão 99% ocupadas. 

Como forma de combater o avanço da epidemia, a prefeitura anunciou, nessa segunda, que abrirá, gradativamente e nos próximos dias, 108 leitos em um hospital de campanha dentro do Hospital Municipal.

Em Patos de Minas, no Alto Paranaíba, o uso das unidades de terapia intensiva exclusivas para a doença, na rede pública, está em 93,33%, conforme a prefeitura. Quando somadas as vagas UTI Covid da rede pública e privada, a ocupação chega a 206,67%, também conforme a gestão municipal.

Leia mais:
Primeiro caso de Covid-19 em animal é registrado em BH, segundo pesquisa da UFMG
De Minas a Marte: conheça o brasileiro que participou da missão do Perseveranse no planeta vermelho
Mais doses da vacina contra a Covid-19 serão enviadas a Minas, garante governador Romeu Zema