Uma menina de 7 anos, vítima do acidente com o ônibus que caiu de um viaduto na BR-381, em João Monlevade, na Região Central de Minas Gerais, passou por uma cirurgia no tornozelo nesta segunda-feira (7), no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte. 

Ela estava internada no Hospital Infantil João Paulo II, no Centro da capital, mas foi transferida para fazer o procedimento. 

De acordo com boletim da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), o quadro clínico da paciente é bom. 

Além dela, também estão internados no João XXIII um menino de 10 anos e um homem de 33. Eles estão na Unidade de Terapia Intensiva, "ambos em estado grave e estáveis".

Outros sete feridos no acidente permanecem internados no Hospital Santa Margarida, em João Monlevade.

Os corpos de 14 vítimas da tragédia, que deixou 19 mortos, foram transportados, nesta segunda, pelo avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para Paulo Afonso, na Bahia. De lá, as urnas funerárias serão encaminhadas até Mata Grande, em Alagoas, em um caminhão do Corpo de Bombeiros da Bahia.

O acidente

O ônibus saiu de Mata Grande, em Alagoas, com direção a São Paulo. Ao passar por um viaduto no km 350 da BR-381, local conhecido como Ponte Torta, o veículo perdeu tração, iniciou um movimento de ré e começou a descer, já que a pista tem inclinação de quatro graus. 

Sem controle, o motorista invadiu a pista da esquerda, bateu na mureta da ponte, caiu e bateu com a parte frontal nos trilhos da Estrada de Ferro Vitória-Minas, da Vale, a 34,5 metros da ponte. Antes da queda, seis pessoas, entre elas o motorista, conseguiram saltar do ônibus e se salvar.