Belo Horizonte recebeu nessa segunda-feira (10) 16,2 mil doses da CoronaVac. Com a nova remessa, a capital retoma a partir desta terça-feira (11) a imunização contra a Covid-19 dos idosos de 67 anos ou mais que ainda não completaram o ciclo vacinal. Apesar do reforço no estoque, ainda são necessárias 53,8 mil unidades do imunizante produzido pelo Instituto Butantan, em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac para quem tem de 64 a 66 anos.

A Secretaria Municipal de Saúde tinha guardadas apenas 10 mil doses. Assim, a aplicação estava suspensa desde a semana retrasada. No sábado, o Estado recebeu 100 mil novas doses. 

Também nesta terça-feira, BH dá sequência à proteção contra o coronavírus das pessoas com comorbidade, de 54 e 53 anos, completos até 31 de maio. O mesmo vale para os moradores com deficiência permanente incluídos no programa Benefício de Prestação Continuada (BPC), de 45 a 54.

A eles, no entanto, não basta só procurar uma unidade de saúde. Somente serão vacinados os que preencheram um cadastro no portal da prefeitura. Exames, receitas, relatório ou prescrição médica devem ser apresentados. 

As pessoas com comorbidades estão recebendo o imunizante da Pfizer. As doses precisam ser armazenadas em baixas temperaturas e, por isso, apenas alguns postos de saúde oferecem o serviço. No fim de semana, houve muita reclamação dos usuários. Ontem, a PBH ampliou o número de centros que podem aplicar as doses.

No entanto, novamente o movimento foi intenso, com formação de fila de até três quarteirões. Caso do Cidade Ozanan, no bairro Ipiranga, região Nordeste. Lá, teve gente que levou até banquinho para esperar o atendimento.

“Está um pouco devagar a triagem. Você fica na fila desnecessariamente. Podiam colocar duas pessoas para fazer a triagem para saber quem pode ficar. Muitas pessoas não estão informadas sobre os documentos”, disse o administrador de empresas Eduardo Camargo.

Conforme a prefeitura, 36 unidades de saúde podem receber o público-alvo desta fase, das 8h às 16h.

* Com informações de Marina Proton

Leia mais:

Belo Horizonte registra aumento nos três indicadores da pandemia durante o fim de semana

Crianças são mais contaminadas por adultos com Covid-19 do que o contrário, diz Fiocruz