Minas pede que Ministério da Saúde suspenda entrega de doses da Pfizer para evitar perda da vacina

Raquel Gontijo
raquel.maria@hojeemdia.com.br
23/12/2021 às 16:16.
Atualizado em 29/12/2021 às 00:36
 (Geovana Albuquerque/ Agência Saúde DF)

(Geovana Albuquerque/ Agência Saúde DF)

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) pediu ao Ministério da Saúde a suspensão temporária do envio de novas doses da vacina da Pfizer contra a Covid-19 para o Estado, alegando o risco de perda do imunizante por prazo de validade vencido.

A SES-MG explicou que, no momento, a Rede de Frio Estadual e as Unidades Regionais de Saúde possuem doses suficientes da vacina para suprir as demandas dos municípios. Segundo a pasta, a Pfizer exige armazenamento especial e, após o descongelamento, deve ser administrada dentro de 30 dias. Desse modo, não é possível armazenar grandes volumes nos municípios, sob risco de perderem a validade.

Diante disso, a secretaria solicitou o adiamento temporário no recebimento de novas remessas do imunizante. "Havendo necessidade, o Estado fará a solicitação de novas doses ao Ministério da Saúde, para repasse às prefeituras em tempo oportuno e de forma segura", diz.

Até esta quinta-feira (23), Minas já recebeu 16.168.404 doses da vacina da Pfizer. Segundo a SES-MG, constam em estoque 1.203.403 doses do imunizante, disponível para a distribuição aos municípios, conforme necessidade.

Redução de intervalo entre doses
Na última sexta-feira (17), https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/minas-reduz-para-quatro-meses-o-intervalo-para-aplica%C3%A7%C3%A3o-da-dose-de-refor%C3%A7o-contra-a-covid-19-1.868262 do intervalo de aplicação da terceira dose das vacinas contra Covid-19. A medida tem como objetivo evitar que a nova variante Ômicron do coronavirus cause infecções mais graves em Minas.

Na sexta, o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, declarou: "O que já se sabe da Ômicron é que a eficácia da vacina é reduzida com duas doses, mas com a terceira aumenta a eficácia. Dessa forma, os municípios que tiverem doses estocadas para terceira, pode convocar a população para quatro meses de intervalo".

Até o momento, o Governo de Minas confirmou três casos da variante Ômicron, sendo todos em Belo Horizonte. Nessa terça (21), a Secretaria Municipal de Saúde de Extrema, no Sul de Minas, alegou que https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/cidade-do-sul-de-minas-confirma-quatro-casos-por-transmiss%C3%A3o-comunit%C3%A1ria-da-variante-%C3%B4micron-1.868674

Leia também:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por