Até janeiro. Essa é a previsão do secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, para que as duas doses da vacina contra a Covid-19 sejam aplicadas em toda a população com mais de 18 anos em Minas. A estimativa foi apresentada nesta sexta-feira (23), em entrevista coletiva.

“Dezembro deste ano, talvez janeiro do ano que vem, se todos buscarem a vacinação no tempo certo, iremos vacinar com duas doses todo o mineiro adulto”, afirmou o chefe da pasta estadual. 

De acordo com o gestor, o cálculo foi feito levando-se em consideração o maior intervalo entre as aplicações, que é de três meses para a AstraZeneca e a Pfizer. Além disso, ele pediu a todos que estão com o reforço pendente para procurar um posto de saúde e completar a imunização. 

“Há um atraso na busca de muitos mineiros pela segunda dose. A eficácia da vacina, tirando a da Janssen, só acontece com duas doses. Então quem ainda não buscou, busque. Porque a gente tem que acelerar a imunização completa das pessoas”, finalizou.

O calendário mineiro prevê que todos os maiores de idade serão vacinados até setembro com a primeira dose. Para isso, 44% da população precisa ser protegida em menos de três meses. A SES afirma, ainda, que depende da entrega de novos lotes para que o cronograma seja cumprido dentro do prazo.

Até o momento, 9,2 milhões de pessoas foram protegidas contra o coronavírus em Minas. Deste grupo, mais de 3 milhões já tomaram a segunda dose. Foram contemplados com a dosagem única outros 327 mil moradores.

Leia mais:

Doses vencidas, trocadas, desperdiçadas: Minas registra quase mil 'erros' na vacinação contra Covid
Covid: para cumprir calendário, Minas terá que vacinar 44% da população até setembro