Minas Gerais registrou em 2018, até o momento, 23.350 casos prováveis (casos confirmados mais os suspeitos) de dengue. No ano, até agora, foram confirmados sete óbitos por dengue, nos municípios de Arcos, Conceição do Pará, Contagem, Ituiutaba, Lagoa da Prata, Moema e Uberaba. Outras nove mortes por suspeita da doença seguem em investigação.

Em relação à febre chikungunya, Minas Gerais registrou 11.019 casos prováveis da doença, concentrados na região do Vale do Aço. Até o momento, foi confirmado um óbito por chikungunya no município de Coronel Fabriciano em 2018. Uma outra morte suspeita provocada pela doença é investigada na região.

Já em relação à zika, foram registrados 180 casos prováveis da doença em 2018, e nenhuma morte, até o momento.

Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG).

Veja os números detalhados sobre dengue, chikungunya e zika, aqui.

Leia mais:
Anvisa altera indicações para vacina contra a dengue