Minas Gerais alcançou, nesta sexta-feira (3), a marca de 81,85% de cobertura vacinal com a primeira dose na população acima de 18 anos e 36,67% com a segunda dose e dose única do imunizante que protege contra a Covid-19. 

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), em julho, os dados indicavam coberturas de 35,1% e 13,6%, respectivamente. Até o momento, os municípios mineiros já receberam 22.344.609 unidades de compostos químicos.

Mais de 6 milhões de pessoas estão com a imunização completa no Estado, o que representa 28,04% da população. Considerando apenas a primeira aplicação, 13.416.019 moradores foram vacinados contra a Covid-19, o equivalente a 62,6% do total de habitantes.

Em relação ao registro no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI), os índices também melhoraram. De 88,5% para 91%, no final de agosto. O avanço nos indicadores coincide com a implementação, há dois meses, do Grupo de Análise e Monitoramento da Vacinação (Gamov) que envolve planejamento, distribuição e aplicação das vacinas no território mineiro.

Marcela Lencine Ferraz, diretora de Vigilância de Agravos Transmissíveis da SES-MG, explica a importância do grupo. “Por ser um instrumento capaz de modificar a governança nas regionais e os processos de trabalho, o Gamov tem sido um dos responsáveis pela qualificação destes dados e pela evolução da vacinação no Estado”. 

A implementação da equipe coincidiu com a grande pressão trazida pela própria pandemia, considerada o maior desafio de saúde pública do século. “Neste contexto, a tomada de decisão precisa ser ágil e assertiva, com base em informações confiáveis que permitem a análise dos municípios sob óticas diversas”, ponderou a diretora. 

Metodologia

O Gamov utiliza seis indicadores para avaliação do avanço da vacinação, por município: notificação (registro no Vacinômetro e SIPNI); aplicação de doses recebidas e cobertura de D1, D2 e Dose Única e um indicador de efeito, que acompanha a taxa de mortalidade por Covid-19 nos municípios nos últimos 28 dias. Além disso, semanalmente é preenchido um relatório de acompanhamento que compila as demandas reportadas para apresentação no Centro de Operações em Emergência de Saúde (Coes).

Leia Mais:
Brasil bate a marca de 582 mil mortes por Covid-19
Variantes Delta, Gama e Mu agem de forma diferente no organismo; entenda cada uma