A família do motorista de aplicativo Bruno Amaral Santos, de 41 anos, registrou um boletim de ocorrência depois que ele desapareceu nessa sexta-feira (10) em Belo Horizonte. De acordo com o irmão dele, Elber José dos Santos, o último contado foi feito com a mulher por volta do meio-dia. Ele gravou um áudio dizendo que estava na avenida Amazonas e tinha aceitado uma corrida com dois passageiros para Betim, na Grande BH. 

O motorista trabalha há seis meses na capital, mas já tem experiência de cinco anos como motorista em São Paulo. O carro é um Renault Logan, de cor branca, placa AZM-0421, de São Bernardo do Campo (SP). 

Ainda de acordo com Elber, a família registrou um Boletim de Ocorrência e mobiliza amigos pelas redes sociais em busca de informações. Quem souber do paradeiro de Bruno Amaral Santos pode entrar em contato com o número 0800-2828-197.

"Ele tem duas filhas, mora no Bairro Itapoã, na Pampulha. Sempre trabalha durante o dia e nunca teve problema com passageiros", diz Elber. 

Este é o segundo caso de desaparecimento de motorista de aplicativo em BH em uma semana.

Bruno Amaral Santos