Quatro museus públicos de Belo Horizonte reabrem para visitação a partir desta quarta-feira (7). A reabertura faz parte do avanço da flexibilização na capital, iniciada no último sábado (3). Podem abrir as portas os museus Histórico Abílio Barreto (MHAB), da Imagem e do Som (MIS BH), da Moda (Mumo) e a Casa do Baile.

Segundo a prefeitura, os espaços funcionarão atendendo aos protocolos de prevenção ao contágio pela Covid-19, incluindo o agendamento prévio, com a retirada de ingressos, gratuitamente, no site da PBH.

Já partir de 14 de julho, também será reaberto o Museu Casa Kubitschek, que irá inaugurar uma nova exposição, com visitação de quarta-feira a domingo, das 11h às 18h. A exposição "Outras Habitabilidades" é parte do Pampulha Território Museus e conta com curadoria de Marconi Drummond e Carlos Teixeira. Todas as visitas têm entrada gratuita e deverão ser agendadas previamente.

A programação dos museus tem classificação livre, podendo ser aproveitada por todas as idades, e traz diferentes temáticas, incluindo mostras que contaram com pouco tempo de visitação devido ao fechamento temporário em razão da pandemia. Confira a programação completa aqui.

Galeria de arte retoma atividades presenciais com exposição

Com a retomada gradual de atividades culturais na capital mineira, também será possível, a partir desta quarta, o retorno da Galeria de Arte Paulo Campos Guimarães, da Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais. A volta será com a exposição ''Jean-Denis Pendanx, Viagens em Quadrinhos''. A mostra tem entrada gratuita e pode ser visitada até 31 de agosto, de segunda a sexta, das 8h às 18h, e aos sábados, das 8h às 12h.

O percurso artístico do quadrinista francês Jean-Denis Pendanx é narrado na exposição. Ao todo, são 34 obras de um dos principais expoentes no cenário dos quadrinhos da França e responsável por inúmeras histórias e ilustrações contemporâneas, como Diavolo le solennel, Labyrinthes, Les Corruptibles, Abdallahi, entre outros. 

Já os demais setores do espaço pertencente à Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), como Infantojuvenil (BIJU), Empréstimo Domiciliar, Hemeroteca Histórica e Referência e Estudos, seguem fechados para visitação.

Protocolos

É obrigatório o uso de máscara de proteção, cobrindo nariz e boca. Os visitantes deverão manter as mãos higienizadas, seguir o fluxo único das exposições e manter distanciamento em relação a outras pessoas. O distanciamento deverá ser respeitado tanto na fila de acesso ao local quanto no trajeto expositivo.

Os frequentadores também deverão seguir recomendações como evitar aglomerar e conversar, manusear telefone celular, ou tocar o rosto durante a permanência no interior do espaço; realizar a higienização das mãos ao entrar e sair dos locais; seguir sempre as instruções dos funcionários e não frequentar o espaço caso apresentem qualquer sintoma de resfriado ou gripe.

Serviço:

A partir desta quarta:

Casa do Baile - Centro de Referência de Arquitetura, Urbanismo e Design
Av. Otacílio Negrão de Lima, 751 - Pampulha, Belo Horizonte/MG
Horário de visitação: quarta-feira a domingo, das 11h às 18h

Museu Histórico Abílio Barreto - MHAB
Av. Prudente de Morais, 202 - Cidade Jardim, Belo Horizonte/MG
Horário de visitação: quarta-feira a domingo, das 11h às 18h

Museu da Imagem e do Som de Belo Horizonte - MIS BH
Av. Álvares Cabral, 560 - Lourdes, Belo Horizonte/MG
Horário de visitação: quarta-feira a sábado, das 11h às 18h

Museu da Moda - MUMO
R. da Bahia, 1149 - Centro, Belo Horizonte/MG
Horário de visitação: quarta-feira a sábado, das 11h às 18h

Galeria de Arte Paulo Campos Guimarães
Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais
Horário de visitação: de segunda a sexta, das 8h às 18h, e aos sábados, das 8h às 12h.

A partir de 14 de julho: 

Museu Casa Kubistcheck
Av. Otacílio Negrão de Lima, 4188 - Pampulha, Belo Horizonte/MG
Horário de visitação: quarta-feira a domingo, das 11h às 18h

Leia mais:
Passarela de pedestres na BR-040 é inaugurada na altura do bairro Califórnia, em BH
BH vai ter mapeamento das experiências turísticas e gastronômicas
42 a 46 anos: BH quer vacinar contra Covid mais 143 mil moradores em uma semana