Moradores de Belo Horizonte acima dos 18 anos podem participar do mutirão de consultas oftalmológicas promovido pela prefeitura. A especialidade é a mais procurada para agendamento de consultas, com mais de 45 mil pedidos aguardando marcação. O tempo de espera pode chegar a 11 meses.

Porém, de acordo com a administração municipal, a iniciativa pretende agilizar a assistência. O mutirão, fruto de parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) e profissionais da área que atendem pelo SUS na capital, já reduziu para 36 mil o número de pacientes à espera do atendimento. 

Ao longo do mês de outubro, serão cerca de 12 mil vagas em BH, número que corresponde ao dobro da oferta anterior ao mutirão. Durante as consultas, são oferecidos exames de refração, biomicroscopia, tonometria (medida da pressão intraocular) e mapeamento de retina (fundo de olho) em ambos os olhos. 

O atendimento na cidade é agendado a partir da Central de Marcação de Consultas. O primeiro acesso é feito pelos centros de saúde. Conforme critérios clínicos pré-estabelecidos de prioridade, os pacientes são direcionados para o Centro Municipal de Oftalmologia ou para os demais serviços conveniados.

Usuários já cadastrados e que estão na fila de espera serão chamados pela própria Secretaria Municipal de Saúde, que vai informar local e data da consulta.

 

Leia mais:
Taxa de transmissão da Covid-19 em BH atinge menor patamar em mais de um mês
Jogadores do Cruzeiro não se reapresentam na Toca da Raposa e iniciam paralisação