Com 30 óbitos confirmados nas últimas 24 horas, o número de mortes por Covid-19 chegou a 600 em Minas, conforme boletim divulgado nesta sexta-feira (30). Outros 242 óbitos são investigação.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES), já são 26.052 casos da doença, 1.146 a mais em relação ao último balanço, de quinta-feira (18).

Epicentro da doença, Belo Horizonte confirmou, nas últimas 24 horas, sete óbitos. A metrópole tem 90 mortes e 3.789 doentes até o momento. Nesta sexta-feira (18), a capital decide se mantém ou recua na flexibilização social. A explosão de casos e a lotação dos leitos de UTI podem ser empecilhos para que novos setores da economia sejam reabertos.

Outra cidade que se destaca com relação ao número de casos é Uberlândia, no Triângulo Mineiro, que registrou 2.608 infecções. Lá, 51 pessoas morreram. 

Em Minas, a taxa de letalidade é 2,3%. Dos óbitos confirmados até o momento, 73% tinham mais de 60 anos e 84%, doenças pré-existentes. Já com relação aos infectados, 80% têm entre 20 e 59 anos. A média de idade dos casos é 41 anos.

O boletim da SES também mostra que 10.314 mineiros seguem acompanhados pelos órgãos de saúde, sendo que 3.219 estão internados em hospitais. Outros 15.138, que receberam o diagnóstico positivo do novo coronavírus, estão curados.

Leia também:
Casos e mortes por Covid-19 mais que dobram em BH após flexibilização do comércio
Endividamento recorde: famílias de menor renda têm recorrido mais ao crédito após a pandemia
Em um mês de barreiras sanitárias, 1,3 mil pessoas apresentaram sintomas de Covid