Carnaval é sinônimo de diversão, mas também é o ambiente ideal para alguns males que podem acabar mais cedo com a folia.  A aglomeração de pessoas, calor, consumo excessivo de álcool e pouca preocupação com a higiene acabam se traduzindo em intoxicações alimentares, insolações e dores musculares.

Muitos problemas podem ser evitados com alguns cuidados preventivos na hora da folia. “Dê sempre preferência às opções cozidas, assadas ou fritas, especialmente aquelas preparadas na hora. É importante evitar o consumo de alimentos crus ou exóticos. Água mineral, só com lacre. E gelo de procedência desconhecida deve ser evitado”, orienta o microbiologista Hyllo Baeta. 

A terapeuta e foliã Fernanda Amparo dá a receita para manter o pique. “Bebo bastante água entre um drinque e outro. Sem contar que sempre tenho comigo um lanche prático como barrinha de cereal ou chocolate."

Para garantir o bem-estar,  Fernanda também aposta em roupas leves e sapatos confortáveis. "Nunca me esqueço de usar filtro solar, além de calçados fechados para me proteger de eventuais cacos de vidro durante o percurso", conta a terapeuta. 

Outro ponto que merece atenção de quem vai festejar é o condicionamento físico. Aos que não têm a prática de atividade física na rotina, exagerar na animação pode ser sinônimo de lesão. De acordo com Paulo Cordeiro, educador físico, para aproveitar a festa sem interrupções o ideal é sempre fazer um alongamentos antes, durante e depois da maratona de bloquinhos.

"Quanto melhor a flexibilidade articular e muscular, maior a probabilidade de diminuir uma incidência de lesão. Principalmente aos foliões que andam muito ou até mesmo correm atrás dos trios. Sem um alongamento prévio, o músculo pode ficar com a capacidade de movimentar-se desfavorável, levando a um estiramento muscular", assegura.

Cuidados com as crianças

A presença de crianças em eventos carnavalescos tem aumentado a cada ano. Hoje já existem inúmeras opções seguras para curtir ao lado dos filhos, Além  dos cuidados báscicos que valem para os adultos, os pequenos merecem atenção extra.  "É fundamental transportar as crianças em cadeirinhas para evitar acidentes de carro e mantê-las calçadas durante a folia para evitar lesões", orienta o médico Túlio Campos, coordenador da Ortopedia do Hospital Risoleta Neves: 

Carnaval
Fernanda Foliã
Fernanda afirma que é possível investir em uma reprodução confortável sem usar temas clichês ou estereótipos


(*) Estagiária, sob supervisão de Cássia Eponine