A taxa de ocupação dos leitos de UTI destinados ao tratamento de Covid-19 em Belo Horizonte apresentou uma queda de 4% em relação ao balanço divulgado nessa quinta-feira (13), e a cidade segue com sinal amarelo nos indicadores do monitoramento do avanço da doença. Apesar da queda, a doença continua a fazer vítimas incessantemente. Somente nas últimas 24 horas, foram mais 50 mortes na capital. 

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) nesta sexta-feira (14), 64,6% das 741 unidades disponíveis, somando-se as públicas e privadas, estão ocupadas.

Já os leitos de enfermaria estão no indicador verde, com 48,3% de ocupação. No mesmo nível de alerta está o número médio de transmissão por infectado (RT), que teve um pequeno aumento relação ao último boletim e marcou 0,89.

Vale lembrar que desde a semana passada a PBH mudou o critério para contabilizar o número de leitos, somando também as unidades disponíveis na rede privada de saúde.

O percentual de ocupação dos leitos de UTI voltados para o combate ao coronavírus é o principal parâmetro utilizado pela PBH na avaliação da reabertura comércio não essencial na cidade, autorizado pelo prefeito Alexandre Kalil (PSD), no dia 4 de agosto, e que teve início dois dias depois.

Atualmente, a capital está na fase 1 do retorno ao funcionamento de empresas. Nessa fase, os estabelecimentos reabriram parcialmente, podendo funcionar três dias por semana.

A prefeitura vai avaliar o possível avanço na flexibilização do comércio no final da próxima semana, quando tiver em mãos os dados do monitoramento da doença na cidade, duas semanas após a retomada das atividades não essenciais.

Isso, porque a janela de infecção do novo coronavírus dura 14 dias,  e possíveis impactos da reabertura do comércio nos indicativos da doença na capital só poderão ser registrados a partir desse intervalo.

Vítimas

Ainda segundo o boletim divulgado pela prefeitura, Belo Horizonte registrou 50 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, e o número de óbitos pela doença chegou a 808.

 Até o momento a cidade contabiliza 27.953 casos de coronavírus, com 23.989 recuperados. Outros 3.156 casos suspeitos da doença estão em acompanhamento.