Apoio psicológico, recreação infantil, missa e homenagens. Atuando em Brumadinho, na Grande BH, desde o rompimento da barragem da Vale, a ONG NaAção irá promover várias atividades no próximo sábado (25), quando a tragédia completa um ano. A programação gratuita acontece na comunidade Parque da Cachoeira, das 10h às 16h.

Confira a programação completa:

Programação Ong

Não é preciso fazer inscrição. “Vamos abrir a casa como ponto de apoio, como já tem sido feito para atender quem precisar. Para deixar o dia mais leve, distrair um pouco as pessoas que estão passando por essa situação bem complicada”, afirma a coordenadora do NaAção na cidade, Sophia Guimarães.

Com foco no empreendedorismo social e formação de lideranças, o grupo montou um espaço no vilarejo atingido pelos rejeitos de minério para realizar um trabalho de “resgate” dos sobreviventes.  

“Formamos um coletivo de mulheres que já tinha características de liderança, eram lideranças naturais da comunidade. Começamos a trabalhar com elas com maquiagem profissionalizante, curso de cerâmica", reforça Sophia.  

Segundo ela, foi organizado um festival no município para que as novas empreendedoras vendessem os produtos. Foram oferecidos tropeiro, quitandas, artesanato, dentre outros. "A gente levou um consultor financeiro que deu algumas instruções. Além disso, continuamos com aulas profissionalizantes”, acrescenta a coordenadora.  

Ong NaAção

Começo

O grupo chegou à localidade devastada pela lama no dia seguinte ao rompimento da barragem. Após identificar que as comunidades atingidas eram de extrema vulnerabilidade, perceberam a necessidade de atendimento psicológico, além de oferecer uma estrutura para recomeçar.

“Nos primeiros meses, levamos mais de 40 psicólogos para atender as pessoas. Passados seis meses, a gente manteve o plantão na casa e, até hoje, damos apoio a quem precisa”. 

O próximo passo, previsto para 2020, é promover a formação de novos empreendedores e atuar ainda mais junto às crianças, com recreação, alfabetização e reforço escolar. 

NaAção

Quem também integra a NaAção é Carolina Antunes, de 41 anos. Com mais de 15 dedicados ao terceiro setor, ela é uma das mentoras da ONG. Para ela, essas organizações precisam se profissionalizar cada vez mais no Brasil, ajudando as pessoas atendidas a ter os próprios negócios. A NaAção já auxiliou mais de 20 organizações e foi escola para mais de 850 empreendedores. 

Tragédia

A barragem da mina Córrego do Feijão, da Vale, se rompeu em 25 de janeiro de 2019. Os rejeitos atingiram a área administrativa da mineradora, inclusive um refeitório, e comunidades. Até o momento, 259 mortos já foram identificados. Onze pessoas continuam desaparecidas.

rompimento de barragem - brumadinho - mina do feijão