Três pessoas foram presas preventivamente na 1ª fase da Operação Inocência, deflagrada pela Polícia Civil para combater crimes sexuais cometidos contra crianças e adolescentes em Ibirité, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Na ação, um homem, de 31 anos, suspeito de abusar dos quatro filhos e três sobrinhos, foi preso na última quarta-feira (11). As investigações apontaram que as vítimas são cinco meninas, com idades entre 2 e 14 anos, e dois meninos, de 9 e 12 anos. Segundo a polícia, ele confessou que cometia os crimes há sete anos e ainda forçava as vítimas a praticarem atos sexuais entre elas.

O outro suspeito é um policial militar reformado, de 76 anos, detido na última sexta-feira (13). Ele teria abusado de uma menina de 9 anos, em setembro de 2018, no interior de uma igreja, local onde ele atuava como catequista.  

Os agentes apuraram que o militar se aproveitou do relacionamento rotineiro com as crianças para levar a garota até uma sala de aula, onde cometeu os abusos. Uma outra criança que testemunhou os atos foi essencial para a apuração do caso. Durante buscas na casa dele foram encontradas cartas trocadas entre o suspeito e diversas crianças, além de camisetas e brinquedos que, provavelmente, seriam oferecidos a vítimas. 

O terceiro preso, um homem de 56 anos, é suspeito de abusar da própria filha, de oito anos, em agosto deste ano. As investigações revelaram que ele teria se separado da mulher por causa de abusos cometidos por aproximadamente oito anos contra outra filha do casal.

Ao ser ouvida na delegacia, essa segunda vítima, que atualmente está com 24 anos, confirmou ter sido abusada e resolveu contar à polícia após tomar conhecimento de que os fatos teriam se repetido com a irmã. Ainda de acordo com a PC, a mãe das vítimas também foi indiciada por estupro de vulnerável por omissão. 

"As vítimas receberam atendimento psicológico, com assistente social, na Delegacia de Ibirité, e também foram encaminhadas ao serviço municipal para a continuidade da assistência", informou o delegado responsável pelas investigações, Welington Faria.

O delegado informou também que as investigações continuam e que uma segunda fase da operação tem como alvo as cidades de Sarzedo e Mário Campos, na Grande BH.

*Com informações da PCMG

Leia mais:
Polícia indicia treinador por estupro de oito crianças em escolinha de futebol na Pampulha