Denúncias feitas por meio do aplicativo BH-APP, da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), levaram a Guarda Municipal a prender nesta quarta-feira (18) 15 pessoas que estariam exercendo a profissão de flanelinha ilegalmente e extorquindo motoristas no Barro Preto, região Centro-Sul da capital mineira. 

A operação foi desencadeada em parceria com a Polícia Civil (PC). A ação só foi possível graças às denúncias feitas pela população ao município, utilizando o aplicativo, que é pode ser baixado por qualquer pessoa.

Para se ter ideia, somente no primeiro semestre deste ano foram recebidas 876 denúncias contra flanelinhas. Destas denúncias, as corporações conseguiram identificar uma série de suspeitos e prender 52 pessoas. 

O BH-APP disponibiliza um link para que o usuário possa indicar em um mapa o ponto exato onde está ocorrendo a abordagem extorsiva contra motoristas e possibilita, até mesmo, o envio de uma foto da cena, de maneira sigilosa e segura.

No fim de agosto uma outra operação, desta vez na região hospitalar, terminou com 23 suspeitos detidos e multados. 

Leia mais:
Polícia fecha o cerco a flanelinhas da região do Buritis; veja vídeo com flagrante de furto
Vinte e três flanelinhas ilegais são multados durante operação na região hospitalar
Aplicativo da PBH permite denunciar, em tempo real, ação extorsiva de flanelinhas