Pai e irmã de mulher de promotor encontrada morta em BH prestam depoimento na tarde desta segunda

Marina Proton
mproton@hojeemdia.com.br
05/04/2021 às 12:08.
Atualizado em 05/12/2021 às 04:36
 (Lucas Prates/Hoje em Dia)

(Lucas Prates/Hoje em Dia)

O pai e a irmã da mulher de 41 anos, esposa de um promotor de Justiça de Belo Horizonte que foi encontrada morta dentro do apartamento do casal na última sexta-feira (2), irão prestar depoimento na tarde desta segunda (5).

Segundo informou o pai da vítima ao Hoje em Dia, ambos serão ouvidos às 15h30 na sede da Procuradoria-Geral do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), no bairro de Lourdes, região Centro-Sul da capital mineira.

O caso está sendo investigado pelo Ministério Público. Nesse domingo (4), o órgão e as polícias Civil e Militar estiveram na casa do promotor de Justiça. Diligências foram cumpridas no endereço localizado no bairro Buritis, região Oeste de Belo Horizonte, onde o casal vivia com os filhos.

De acordo com o MPMG e Polícia Civil, a operação se deu por meio do Gabinete de Segurança e Inteligência e do Centro de Apoio das Promotorias Criminais. Foram cumpridas decisões proferidas pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

Em função da decretação de segredo de Justiça do caso, os órgãos não informaram detalhes sobre as investigações nem se manifestaram sobre a informação de que o promotor teria sido preso.

O caso

A mulher, de 41 anos, foi encontrada morta dentro do apartamento do casal. Conforme o boletim de ocorrência, o promotor informou aos militares que, pela manhã, percebeu que a mulher não estava bem e acionou a ambulância de um hospital particular da capital. A equipe médica tentou reanimar a vítima, sem sucesso.

Ainda conforme o BO, o médico, que já tratava a vítima por problemas anteriores, teria declarado a causa primária da morte como pneumonite, que é uma inflação nos pulmões que pode ser causada por diversos fatores ou mesmo que ela poderia ter morrido por intoxicação.

Os militares também informaram que o promotor não permitiu a realização dos trabalhos de perícia no quarto onde a mulher morreu

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por