Crianças de até 5 anos voltaram, nesta segunda-feira (26), às salas de aula nas escolas particulares de Belo Horizonte. Após 13 meses em casa, os alunos retornaram com o desafio de seguir protocolos específicos para barrar o contágio da Covid-19. Eles ainda precisarão se readaptar para seguir os estudos durante o ano letivo de 2021. Mas, a nova experiência já foi aprovada por muitos pais.

Pela primeira vez, o Gabriel, de 4 anos, teve contato com o aprendizado presencial em meio à pandemia. A ida à escola foi comemorada pela mãe, Ana Paula Franco Marques. “A expectativa era grande, tanto dele quanto minha. Estou muito feliz porque foi tudo tão bem organizado e a gente sentiu muita segurança. Estamos amando. Isso significa o retorno para uma vida nova”, disse.

As aulas presenciais também eram aguardadas com ansiedade pela belo-horizontina Viviane Abrantes, mãe do Cassiano, de 4 anos.  “É um momento de felicidade, uma sensação de esperança ver a escola hoje de portas abertas. Foi muito esperado e é muito necessário que as crianças voltem a conviver e interagir umas com as outras. É importante para a saúde mental e emocional delas", disse.

Ela afirmou ter ficado surpresa de como a escola se preparou e reestruturou para atender os protocolos sanitários exigidos pela prefeitura da capital. "Acredito que o retorno é com muita segurança, e isso nos deixou tranquilos”, afirmou.  

Protocolos

Para receber os alunos, as unidades de educação devem obedecer a normas como espaçamento mínimo de dois metros entre as carteiras, alimentação dentro da sala de aula e professor exclusivo. No sábado (24), o executivo municipal definiu quais medidas devem ser seguidas

Na escola SEB Unimaster, no bairro Buritis, região Oeste, o movimento de alunos foi intenso e “encantador”, diz a diretora Eliane Veloso. “Foi um trabalho desafiador, mas as crianças se superaram muito. Temos muito a agradecer a parceria das famílias e dos professores, que tiveram que se reinventar para conseguir trabalhar com as crianças na frente da tela. Depois desses 13 meses, a alegria dos alunos chegando na escola foi muito gratificante”.

Hoje, 90% dos 150 alunos da educação infantil voltaram às aulas presenciais na escola. Um alívio para muitas delas, segundo a professora Cintia Bonacini “Eu estava muito confiante e fiz questão de passar essa segurança às crianças. É uma novidade para elas, a todo momento nós higienizamos as mãos, mas elas estavam bem felizes e várias relataram que queriam voltar”, revelou.

Dentre as regras estabelecidas pela PBH, em portaria publicada no Diário Oficial do Município do último sábado (24), está o uso obrigatório de máscaras. Alunos e funcionários deverão levar os próprios copos ou garrafas de água. A permanência na escola deve ser de quatro horas.

Já o retorno às aulas na rede municipal está autorizado a partir de 3 de maio. Nesta segunda, apenas professores e servidores retornarão às atividades presenciais. As instituições também deverão seguir os mesmos protocolos apresentados pela PBH. 

(*) Com informações de Lucas Prates

Leia mais:
Aulas presenciais em escolas particulares de BH voltam nesta segunda; confira regras
'Investir em jovem aprendiz é investir em segurança', diz Solange Bottaro, do Instituto Ramacrisna
BH reabre hoje com a missão de conciliar a volta do comércio e a manutenção de indicadores da Covid