Passageiros ‘somem’ e queda no movimento do transporte público de BH supera 30%

Renata Evangelista e Luciano Dias
portal@hojeemdia.com.br
18/03/2020 às 17:30.
Atualizado em 27/10/2021 às 02:59
 (Lucas Prates/ Hoje em Dia)

(Lucas Prates/ Hoje em Dia)

A quarentena para evitar a transmissão do coronavírus esvaziou o transporte público de Belo Horizonte. Nesta quarta-feira (18), a lotação dos coletivos foi cena rara. A debandada de usuários se deve à pandemia da Covid-19, que já tem dez casos confirmados na capital. Por causa da doença, o prefeito Alexandre Kalil recomendou o isolamento domiciliar.

Apesar de o comércio estar funcionando, outros setores adotaram o home office, com funcionários trabalhando de casa. Por isso, houve queda significativa no número de viajantes neste primeiro dia de quarentena. De acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH), a queda no número de usuários nos ônibus da capital foi de 20%, e a tendência é que a redução de passageiros seja ainda maior no restante da semana. O órgão informou que ainda não é possível medir o tamanho do prejuízo para as empresas de transporte coletivo. Lucas Prates/ Hoje em Dia 

 Mesmo com ônibus vaizo, usuários usam máscaras dentro do transpote coletivo

"Nunca vi um ônibus tão vazio neste horário. Seria perfeito se não fosse por um motivo tão triste", observou a doméstica Geralda Aparecida dos Reis, de 45 anos. Diariamente, ela embarca na linha 9101 para seguir do Alto Vera Cruz até o Santa Lúcia. Hoje, ela pode até escolher onde iria sentar. "Um luxo", brincou.

O motorista Wellignton Augusto, de 40 anos, que todos os dias transporta centenas de passageiros, notou a diferença dramática neste primeiro dia de isolamento domiciliar. “Os ônibus estão circulando normalmente, mas não tem passageiro. Além disso, o trânsito está uma maravilha, vou chegar no ponto final quase 30 minutos antes do horário”, disse.

Segundo ele, o movimento nesta quarta está semelhante ao registrado nos domingos, dia considerando mais fraco no setor. De acordo com a BHTrans, apesar da queda, por enquanto não há alteração  no quadro de horário dos coletivos que trafegam no município. 

Prevenção

O SetraBH informou que a partir desta quinta-feira (19), as empresas que operam linhas nas Estações de Integração BHBUS (Barreiro, Diamante, São Gabriel, Vilarinho, Venda Nova e Pampulha) vão realizar higienização interna adicional dos veículos nos pontos de embarque dessas Estações. O foco são os locais de maior contato de clientes, como balaústres (pega-mãos), assentos e janelas.    

Metrô

Com relação ao metrô, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) contabilizou uma queda de 33% no número de usuários nesta quarta-feira em relação aos dias anteriores.. O órgão informou que não houve, por enquanto, modificação na circulação dos trens. "O sistema seguirá operando, normalmente, das 5h15 às 23h (em dias úteis), com todas as estações abertas à população", destacou a companhia.

 Além disso, a CBTU ressaltou que está acompanhando o fluxo de passageiros nas estações e já possui trens estacionados em lugares estratégicos para serem injetados no sistema quando houver aumento da demanda, com o objetivo de diminuir a lotação no interior dos vagões.

Entretanto, caso haja redução no número de usuários, a companhia diminuirá, também, o número de viagens. 


Transporte pago

No transporte privado a situação também está crítica. O taxista Wallison Sousa Campos, de 23 anos, ficou mais de uma hora parado em uma fila esperando por passageiros. “Sumiu todo mundo. O dia está com movimento menor do que registramos nos fins de semana”, observou. 
 

Compartilhar
Logotipo Hoje em DiaLogotipo Hoje em Dia

Fale conosco: (31) 3253-2207

ASSINEDigitalATENDIMENTO AO ASSINANTEBelo Horizonte 31 3236-8000Interior 31 3236-8000
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por