Pessoas com comorbidades e deficiência permanente, além de outros grupos, poderão se vacinar contra a gripe em Belo Horizonte a partir desta quarta-feira (9). O objetivo da terceira fase da campanha é proteger 320 mil moradores.

De acordo com a PBH, também estão incluídos os integrantes das forças de segurança, salvamento e armadas; caminhoneiros; trabalhadores do transporte coletivo rodoviário de passageiros e portuários; funcionários de prisões e unidades de internação; adolescentes cumprindo medidas socioeducativas em unidades de internação e população privada de liberdade. 

Por medida de segurança, aqueles que receberam a vacina contra a Covid-19 precisam respeitar um intervalo mínimo de 14 dias para tomar a dose contra a influenza. Segundo a prefeitura, a aplicação será realizada nos centros de saúde da capital, durante o horário de funcionamento da unidade (veja os endereços aqui).

Até o momento, a administração municipal recebeu 700 mil doses do imunizante. No entanto, para poteger todas as pessoas que compõem o público-alvo, são necessárias cerca de 1 milhão de unidades. 

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), as vacinas são repassadas de forma escalonada pelo Ministério da Saúde.

Leia mais:

PBH quer instalar equipamento que mede temperatura e registra presença dos alunos nas escolas
BH vacina contra Covid-19 moradores com 58 anos, sem comorbidades, nesta terça-feira