A Prefeitura de Belo Horizonte enviou, na última segunda-feira (15), um questionário para pais de alunos do Ensino Infantil matriculados nas escolas da rede municipal para avaliar a adesão das famílias em um eventual retorno das aulas presenciais. O objetivo, segundo a PBH, é organizar melhor o atendimento com base nas respostas.

Em nota, a administração municipal disse que, caso as escolas possam voltar a receber os estudantes, o plano de atendimento começará pelas crianças mais novas. Por isso, a Secretaria Municipal de Educação (SMED) orientou os colégios para que cada instituição contacte os pais e responsáveis e produza um panorama de adesão próprio.

O questionário visa atingir mais de 80 mil famílias, que respondem pelo total de crianças matriculadas na Educação Infantil nas escolas municipais e nas creches da rede parceira. São três questões objetivas para avaliar a decisão: sobre a faixa etária, se voltarão à escola e se consideram importantes as atividades remotas.

As perguntas foram encaminhadas por e-mail, WhatsApp e outros meios que possam viabilizar o acesso das famílias à pesquisa. Elas devem responder até a próxima segunda-feira (21) para, então, os dados serem consolidados de modo a retratar a adesão em cada unidade escolar.

No comunicado, a prefeitura afirmou que tem se reunido com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), com médicos pediatras e com o Comitê de Enfrentamento à Covid para resolver as questões relativas ao retorno às aulas presenciais na capital mineira.  

Leia mais:

Grupo espalha cartazes e flores em escolas particulares e pede volta das aulas presenciais em BH