A entrega de cestas básicas e kits higiene às famílias de Belo Horizonte que têm direito aos benefícios foi prorrogada até dezembro. Os produtos estão sendo distribuídos gratuitamente para  pessoas em situação de vulnerabilidade social e econômica e estudantes da rede municipal de educação, por causa da pandemia do novo coronavírus.

A solicitação das cestas e kits de setembro pode ser realizada a partir do dia 3. Os produtos começam a ser entregues na sexta-feira (5) da semana que vem. Veja no quadro abaixo o calendário de distribuição até o final do ano:

Mês

Data inicial para consulta

Data inicial para retirada

Data final para consulta

Data final para retirada

Setembro

3/9

5/9

30/9

30/9

Outubro

3/10

5/10

31/10

31/10

Novembro

3/11

5/11

30/11

30/11

Dezembro

3/12

5/12

31/12

31/12

 


De acordo com a Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, aproximadamente 380 mil famílias estão recebendo os benefícios todos os meses.

Ajuda

São 12 itens em cada cesta: arroz, açúcar, feijão, fubá de milho, macarrão parafuso e espaguete, sal refinado, óleo de soja, farinha de mandioca, leite em pó extrato de tomate e lata de sardinha. Elas devem ser retiradas, de forma escalonada, em supermercados parceiros da prefeitura. 

Antes, o beneficiário deve acessar este site e fazer uma consulta usando o nome e o CPF. Lá, será possível confirmar a escala de entrega, evitando aglomerações nas lojas.

Nesta semana, o governador Romeu Zema (Novo) também prorrogou, por dois meses, o pagamento do Bolsa Merenda. O valor do mês de agosto, no entanto, ainda não foi repassado para todos os beneficiários.

Confira abaixo os grupos beneficiários que podem retirar as cestas:

●    Estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA) de Belo Horizonte (matrícula ativa em 2020)
●    Famílias cadastradas no CadÚnico até o dia 31/3/2020 e que tenham renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa
●    Famílias residentes em vilas, favelas, ocupações urbanas e conjuntos habitacionais inscritas no CadÚnico, no Sistema SUS-BH ou em programas e cadastros da Urbel
●    Beneficiários do Programa Bolsa Moradia
●    Ambulantes licenciados pela Secretaria Municipal de Política Urbana
●    Camelôs com deficiência licenciados
●    Trabalhadores informais licenciados em shoppings populares
●    Engraxates e lavadores de carro cadastrados pela Secretaria Municipal de Política Urbana
●    Carroceiros cadastrados pela BHTrans
●    Catadores de materiais recicláveis, avulsos e cooperados, cadastros pela SLU ou Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis (ANCAT)
●    Agricultores urbanos cadastrados pela Subsecretaria de Segurança Alimentar
●    Povos e comunidades tradicionais
●    Pessoas com medidas protetivas acompanhadas pela Subsecretaria de Direito e Cidadania
●    Permissionários do serviço de transporte suplementar (pessoas físicas) cadastrados pela BHTrans 
●    Trabalhadores do transporte escolar cadastrados pela BHTrans
●    Famílias atendidas pelo Programa Superar cadastrados pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer
●    Famílias de grupos de Economia Solidária cadastrados pela Subsecretaria de Trabalho e Emprego
●    Feirantes
●    Ambulantes licenciados com veículos automotores

Leia mais:
Governo de Minas atrasa repasse do Bolsa Merenda de agosto; data para o pagamento segue indefinida
Governo de Minas amplia público atendido pelo Bolsa Merenda; veja quem pode receber