A Polícia Federal realiza, nesta quinta-feira (28), a Operação “Lodo Verde II”, nas cidades de Curvelo e Inimutaba, na região Central de Minas Gerais, para combater crimes de usurpação de patrimônio da União, contrabando, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Cerca de 120 policiais federais participaram da ação, cumprindo 32 mandados judiciais, sendo dez de prisão preventiva e 22 de busca e apreensão. Dos mandados judiciais de prisão preventiva, três se destinam a estrangeiros.

operação lodo verde

Várias pedras preciosas foram recuperadas

As investigações tiveram início a partir de informações colhidas durante a primeira fase da operação, deflagrada em dezembro de 2012 pela Polícia Federal, para coibir um esquema de extração ilegal de cristais de quartzo e pedras semipreciosas, para abastecimento do mercado asiático.

A Justiça decretou o sequestro de bens imóveis e veículos e o bloqueio de contas bancárias (no mínimo de mil reais até o limite de dez milhões de reais) e de aplicações financeiras dos investigados e de pessoas jurídicas vinculadas a alguns deles.

Os presos serão encaminhados para a penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, onde permanecerão à disposição da Justiça Federal. Se condenados, poderão cumprir até 28 anos de reclusão.

* Fonte: PF

Leia mais:
PF desarticula esquema de extração ilegal de pedras preciosas