Um estudo para avaliar a eficácia de um medicamento de prevenção à Covid-19 foi anunciado nesta segunda-feira (27) pela Pfizer. A pesquisa já está na fase 2 e vai observar voluntários que moram com pessoas que estejam infectadas pelo coronavírus.

Segundo a empresa farmacêutica, até 2.660 pessoas com mais de 18 anos serão monitoradas após receberem o remédio (via oral). Os participantes serão designados aleatoriamente para tomar o PF-07321332 ou placebo duas vezes ao dia, por 5 ou 10 dias.

“Se for bem-sucedida, acreditamos que esta terapia pode ajudar a interromper o vírus precocemente - antes que ele tenha a chance de se replicar extensivamente - potencialmente prevenindo doenças sintomáticas em pessoas que foram expostas e inibindo o início da infecção em outras”, disse Mikael Dolsten, diretor científico da Pfizer.

Os resultados do ensaio clínico de Fase 1 demonstraram que o fármaco é seguro e bem tolerado. Vale ressaltar que não há nenhum tratamento preventivo ao coronavírus aprovado pelas autoridades de saúde.

Leia mais:

BH aplica reforço da vacina contra Covid em moradores de 48 anos nesta segunda; veja endereços
Minas registra apenas uma morte e 443 casos de Covid nas últimas 24 horas