Um baile funk que acontecia em uma rua do Aglomerado da Serra, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, terminou com a ação da Polícia Militar (PM), na madrugada deste domingo (7), que utilizou bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha para dispersar as cerca de 5 mil pessoas que participavam do evento clandestino. Um carregador alongado de munição de uso de restrito às forças armadas foi apreendido no local. 

As informações da corporação dão conta que o baile funk teve início por volta das 23h30 de sábado (6) na rua Arauto, na altura do bairro São Lucas. Após receberem várias ligações de moradores denunciando a perturbação de sossego por conta do evento, que não era devidamente licenciado, militares do 22º Batalhão e do Batalhão de Choque chegaram por volta das 3h ao local, que seria conhecido por constantes confrontos entre as gangues da "Vila Pau Comeu" e da "Del Rey", ainda de acordo com a PM.

Assim que chegaram ao baile funk, os policiais acabaram atingidos por pedras e garrafas arremessadas pela multidão. Por isso, teria sido necessário o uso de instrumentos de menor potencial ofensivo para "dispersar a multidão e restabelecer a ordem pública". 

Depois da intervenção policial, os militares acabaram localizando na rua onde acontecia o evento um carregador alongado para pistola semi-automática. O utensílio continha 27 munições de calibre 9 mm, de uso restrito. Ninguém foi preso na ocorrência e o material apreendido foi encaminhado para a delegacia da Polícia Civil (PC), que investigará sua origem. 

Não há informações sobre feridos durante a ação da polícia. 

Leia mais:
Funk em 'mineirês': sucesso na web, 'Passinho de BH' reforça a relevância do estilo mineiro
Operação no Aglomerado da Serra apreende arma de uso restrito, maconha, cocaína e crack
Guerra do tráfico faz PM aumentar em 70% o efetivo na Serra; entenda a disputa entre as gangues