A Polícia Militar está utilizando helicópteros e drones para monitorar aglomerações de pessoas em espaços públicos e também possíveis festas clandestinas em todo o  estado. A medida é para apoiar os municípios na manutenção do isolamento social e reforçar as ações de fiscalização em cumprimento às medidas relacionadas à Onda Roxa, do plano Minas Consciente, determinadas pelo Comitê Extraordinário Covid-19.

Todos os 853 municípios de Minas Gerais já tiveram pelo menos um caso da doença. Minas  registrou 2.739 casos de Covid-19 e 48 mortes em 24 horas. Desde o início da pandemia do coronavírus, foram registradas 22.055 mortes pela doença e 1.036.301 casos, segundo informou a Secretaria de Estado de Saúde (SES) nesta segunda-feira (22). Do total de casos, 82.130 estão em acompanhamento e 910.409 pessoas são consideradas recuperadas.

“A estratégia tem como objetivo a identificação de locais com aglomeração de pessoas, incluindo aqueles rotineiramente utilizados para a prática de atividades físicas, e dos eventos clandestinos. A partir desse monitoramento, as equipes em solo serão acionadas para realizarem as abordagens e impedirem a continuação da irregularidade verificada”, explicou a capitão Layla Brunnela, porta-voz da PM. 

Pégasus ação convid

Em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, no último fim de semana, a aeronave Pégasus apoiou uma ação em conjunto com o Corpo de Bombeiros e a Marinha do Brasil, no entorno da Represa de Miranda. Na operação, três embarcações irregulares foram apreendidas, sendo uma conduzida por menor de idade, além de 14 notificações de trânsito geradas e três veículos removidos. 

Apreensão PM Covid

Outras sete pessoas foram presas em Araçuaí, no Vale do Jequitinhonha, na última sexta-feira (19), por estarem fazendo uma festa em frente à Secretaria de Saúde do município, com som alto e bebidas. Segundo a polícia, o grupo não usava máscara e descumpriu as medidas de distanciamento social.

No sábado (20), os militares também participaram de uma operação conjunta com as prefeituras do Centro-Oeste mineiro.  O patrulhamento preventivo ocorreu nas proximidades do Lago das Roseiras, em Divinópolis, e nos locais conhecidos como Paredão, Retiro do Lago e Barragem do Gafanhoto, em Carmo do Cajuru. Durante a fiscalização, uma pessoa que estava com mandado de prisão em aberto foi detida. A polícia e os órgãos municipais também autuaram motoristas e removeram veículos por infrações de trânsito. 

RMBH

Dezesseis estabelecimentos comerciais foram vistoriados na operação “Pacto pela Vida”, feita em parceria  com a prefeitura de Contagem. A fiscalização orientou os funcionários e notificou dois empreendimentos. 

Já em Justinópolis, distrito de Ribeirão das Neves, também na Grande BH, um bar que estava aberto e recebendo clientes teve atendimento interditado por militares, após denúncia anônima.

Estabelecimento Interditado