A Polícia Civil indiciou seis suspeitos de matar uma jovem de 19 anos, em Ituiutaba, no Triângulo Mineiro, e arrancar o bebê de sua barriga. Os acusados vão responder pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, subtração de incapaz, sequestro e ocultação de cadáver. A conclusão do inquérito foi feita na semana passada. Os suspeitos permanecem presos. 

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, o crime teria sido premeditado por uma mulher de 30 anos, que queria evitar o término de um relacionamento com um homem. Ela e outras cinco pessoas participaram da ação, que envolveu o sequestro da jovem e a realização do parto dela. 

Na semana passada, a avó da menina arrancada da barriga da mãe conseguiu a guarda definitiva da criança, após confirmação de parentesco por meio de um exame de DNA. 

Após exame de DNA, avó consegue guarda definitiva de bebê arrancado da barriga da mãe

Polícia Civil investiga morte de grávida e desaparecimento de bebê em Ituiutaba