Imóveis de um pai de santo, um terreiro de candomblé e uma loja de artigos religiosos foram alvo de mandados de busca e apreensão, cumpridos pela Polícia Civil (PC) nesta terça-feira (24), em busca de provas de um possível estelionato contra uma mulher com câncer. Segundo a instituição, ninguém foi preso, mas o suspeito teria prometido a "cura" da vítima e gerado um prejuízo de cerca de R$ 480 mil. 

Ao todo, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão, todos em Belo Horizonte. O objetivo era "coletar materialidade delitiva relativa a crime de estelionato praticada supostamente por um Pai de Santo". "Ao todo foram apreendidos objetos como cadeiras, mesa, máquinas de costura, tapete, máscaras, adornos, estátuas, joias, relógios, documentos, celulares, entre outros", completa a PC. 

Conforme a 1ª Delegacia Especializada em Investigação de Fraudes (1ª DEIF), policiais receberam a informação de que a mulher, que se tratava de um câncer, foi vítima de um estelionato praticado por um pai de santo e seu companheiro. "Mediante ilusão, se apoderaram de diversos objetos e valores financeiros, alegando que tal atitude faria parte de sua cura", explica. 

Funcionários da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) auxiliaram à instituição policial durante a operação, com o carregamento e transporte dos objetos recolhidos nos locais de busca. Todo o material foi encaminhado para o Departamento Estadual de Investigação de Fraudes (DEF), onde passará por perícia. 

Mais detalhes não serão divulgados, uma vez que a investigação segue em andamento. 

Leia mais:
Mulher planeja o próprio sequestro por um mês, tira R$ 8.500 do pai e acaba presa em Bom Sucesso
Golpe do ‘171’ engana 125 pessoas por dia
Polícia faz busca e apreensão em endereços de Flordelis
Flordelis admite em entrevista que filho tinha problemas com o pai

Confira fotos dos materiais apreendidos durante a operação: