Mais quatro casos de vítimas com sintomas de intoxicação por monoetilenoglicol ou dietilenoglicol são investigadas em Minas Gerais, totalizando 42 pessoas. A Polícia Civil informou nesta quinta-feira (12) que, dessas quatro incluídas recentemente, duas já morreram. 

As investigações trabalham agora com nove mortos.

Está marcada para esta sexta-feira (13) mais uma perícia na fábrica do bairro Olhos D'Água, na região Oeste de Belo Horizonte. O trabalho conta com o apoio do Centro de Desenvolvimento de Tecnologia Nuclear (CDTN), autarquia do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), para desenvolver trabalhos da perícia e efetuar testes nos tanques da fábrica.

Ainda não há previsão para a conclusão do inquérito. Cerca de 60 pessoas já foram ouvidas na 4ª Delegacia de Polícia Civil Barreiro, localizada no bairro Estoril, região Oeste da capital. Três vítimas e uma testemunha prestaram depoimentos nesta quinta.

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) confirmou que dois fundos de investimentos entraram com pedido de falência da cervejaria.