Dois suspeitos pelo homicídio de um jovem em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), foram presos nesta sexta-feira (2). A vítima, de 20 anos, foi assassinada após defender a companheira, que era constantemente insultada por ser transexual. O crime foi cometido em setembro de 2020. 

Segundo a Polícia Civil, a vítima estava cortando o cabelo em uma barbearia e levou vários tiros. No mesmo dia, ela havia brigado com um dos autores após ofensas.

A operação foi batizada de Stonewall, em homenagem à revolta de mesmo nome que ocorreu em 28 de junho de 1969, em Nova York, e é considerada um marco na luta por direitos da população LGBTQIA +. 

Durante a ação, os policiais também apreenderam as roupas e veículos usados no dia do homicídio. A operação contou com 31 policiais civis, um drone e o canil da polícia.

Leia mais:

Sem aval para torcidas em estádios, boates e ensino médio; veja o que ainda não está liberado em BH
Mineiros procurados pela Interpol e foragidos da Justiça são extraditados de Portugal