O policial rodoviário federal investigado pela morte a tiros do colega de trabalho, de 43 anos, em Juiz de Fora, na Zona da Mata, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva nessa terça-feira (25). 

O crime ocorreu no domingo (24) dentro do posto da Polícia Rodoviária Federal, na BR-040, próximo ao distrito de Dias Tavares. O policial que morreu era marido de uma inspetora da PRF e os dois trabalhavam juntos no momento da ocorrência. O suspeito de atirar é ex-companheiro desta inspetora.

De acordo com a 4ª Vara Federal, o juiz Rafael Franklin Bussolari tomou a decisão após ser realizada uma audiência de custódia. O agente foi levado para o 2º Batalhão de Polícia Militar da cidade, onde permanece à disposição da Justiça.