O Parque Municipal de Belo Horizonte, no Centro, segue com os portões fechados. Quase dois meses após o anúncio da flexibilização na cidade, que autorizou que os espaços voltassem a funcionar, ainda não há previsão para a reabertura.

Tudo por conta de um gambá que foi diagnosticado com raiva. Por precaução, a prefeitura decidiu capturar os gatos que vivem por lá para vaciná-los contra a doença. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde da capital, 252 felinos foram recolhidos até o momento. Destes, 238 receberam o imunizante. Os 14 restantes, por serem filhotes, não foram vacinados.

Ainda de acordo com a pasta, os gatos também estão sendo castrados. “Pela alta letalidade da raiva, é preciso garantir uma imunização de mais de 90% do total de gatos do parque para que a reabertura se dê com segurança para a população, no sentido de não ser exposta à doença”, disse em nota. Em abril, quando anunciou a flexibilização, a prefeitura informou que cerca de 2 mil gatos vivem no local. 

Leia mais:
Minas deve receber mais de 4 milhões de vacinas contra a Covid-19 em junho, diz secretário
Professores começam a ser vacinados contra a Covid-19 a partir de quinta-feira em Betim
Minas passa de 5 milhões de vacinados com primeira dose contra a Covid-19