A Prefeitura de Muriaé, na Zona da Mata, decretou estado de emergência neste sábado (7) após a forte tempestade registrada em toda a cidade nessa sexta-feira. Além da destruição, a chuva causou a morte de um mulher de 41 anos, que foi arrastada pela enxurrada

De acordo com a prefeitura, a medida foi tomada baseada em parecer da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil. Além da trágica morte, o temporal trouxe diversos pontos de alagamentos, quedas de árvores e de muros, o que dificultou o funcionamento do transporte público e a locomoção da população.

Segundo a administração pública, as equipes do município estão mobilizadas desde essa sexta e assim continuam, já que a previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) é de mais chuva neste sábado, com precipitações que podem chegar a 40 mm. 

"A Defesa Civil continua monitorando o nível dos rios Muriaé e Preto, que continuam subindo de forma lenta e gradativa. O órgão acredita que, se não houver chuva tanto no município quanto nas cabeceiras destes rios e municípios a montante, o nível de ambos tende baixar no início da noite. Não há previsão de precipitações para domingo (8)", afirmou a prefeitura, em nota.

Segundo a administração, em caso de dúvidas, a orientação à população é entrar em contato com a Defesa Civil pelos números 199 e (32) 98826-9846.

Leia mais:
Mulher levada por enxurrada não resiste e morre em Muriaé