Quatro homens são presos em Belo Horizonte por abuso sexual de crianças e adolescentes

Rosiane Cunha
rmcunha@hojeemdia.com.br
08/07/2021 às 18:03.
Atualizado em 05/12/2021 às 05:22
 (Polícia Civil/Divulgação)

(Polícia Civil/Divulgação)

A Polícia Civil prendeu quatro homens suspeitos de abusos sexuais contra crianças e adolescentes em Belo Horizonte. A quarta fase da operação Acalento foi desencadeada nessa quarta-feira (7) e entre os detidos na ação estão pais e avôs das vítimas.

De acordo a corporação, um dos mandados foi por condenação de um pai, de 40 anos, que abusou sexualmente da filha, de apenas 7, em 2015. As investigações revelaram que ele teria dispensado a babá e tentou forçar conjunção carnal com a menina. O homem também foi condenado pelo crime de maus-tratos em relação aos dois enteados, de 10, que viviam com ele. 

Os crimes ocorreram no bairro Alto Vera Cruz, na região Leste da capital mineira, e foram denunciados pela mãe das crianças.

Em outro caso, um idoso, de 67 anos, estuprou uma menina de 9. A vítima contou que brincava na calçada em frente do imóvel onde mora quando o suspeito, que era vizinho dela, a levou para casa para cometer os abusos. O investigado foi condenado a 11 anos de prisão.

Duas netas, de 8 e 9, vinham sendo abusadas por mais de cinco anos pelo avô, de 75. Segundo a Polícia Civil, depois de muitos anos é que elas perceberam que os atos não eram carinhos. “Depois dessa constatação, elas relataram os fatos para a mãe, que procurou a Polícia Civil”, explicou o delegado Diego Lopes.

Outro investigado, de 33, foi condenado a 16 anos de prisão pelo estupro da própria filha, de 14. As investigações apontaram que, até os 10 anos da garota, a vítima não tinha contato com o pai. Dois anos depois, após uma mudança de comportamento, a família da adolescente desconfiou que a jovem teria um namorado.

Mas a mãe verificou o celular da jovem e descobriu mensagens de texto trocadas entre eles, além de fotos dos abusos e ameaças do pai contra a filha. O suspeito tem extensa ficha criminal e utilizava tornozeleira eletrônica.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por