Um homem, de 23 anos, foi preso suspeito de estuprar uma menina de 8 anos em Coronel Fabriciano, no Vale do Aço. Os abusos aconteciam dentro de casa e, quando a mãe foi informada dos fatos, disse que a criança estaria mentindo.

De acordo com a Polícia Militar, a mãe da criança recebia ajuda financeira para que ele morasse na casa dela. A menina contou para uma tia-avó que nessa quinta-feira (12) o suspeito tirou a roupa dela e se masturbou. Ele também teria esfregado os dedos na vagina da criança, o que, segundo ela, teria causado muita dor e desconforto. O homem também pedia para que ela fizesse sexo oral nele.

Ainda segundo relatos da tia, a vítima teria reclamado dos toques com o homem.

Ao saber dos fatos, a tia contou para a sobrinha, que negou as agressões, dizendo que a filha estaria mentindo. 

Quando chegaram na casa vítima, que fica no bairro Melo Viana, os militares a encontraram sentada na calçada. Ela relatou com detalhes os estupros e que estava com medo de encontrar o autor.

A menina foi levada para o hospital municipal de Coronel Fabriciano, onde passou por exames. Ainda conforme os militares, ela teria contado que esta foi a terceira vez que era abusada pelo suspeito e que não teria contado nada antes porque sofreu ameaças de morte.

Na última terça-feira (10), em Jaguaraçu, também no Vale do Aço, um homem de 36 anos foi preso suspeito de estuprar e engravidar a própria filha, de apenas de 11 anos. A criança contou aos policiais que era ameaçada de morte quando se negava a fazer sexo com ele.