Todos os 152 postos de saúde de Belo Horizonte estão abertos para o Dia D de vacinação contra o sarampo, mas a adesão de pais, mães e responsáveis pelas crianças de até 5 anos é pequena. Segundo a prefeitura, a razão é que a cobertura vacinal nesta faixa etária está em torno de 90% para as duas doses. O recomendado, segundo o Ministério da Saúde, é 95%.

O público-alvo da ação deve receber duas doses: uma com 1 ano e outra aos 15 meses. A proteção contra a doença, altamente contagiosa e capaz de matar, só estará completa após o término do ciclo. Segundo o gerente de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), Patricia Merljak Pinto Toledo, a ação foi mantida, mesmo com a cobertura próxima da meta, para cumprir o calendário do Ministério da Saúde.

"Essa é uma recomendação do Ministério. Nessa faixa etária, as pessoas estão mais suscetíveis a complicações relacionadas ao sarampo. Imagino que o Ministério tenha tido razões para escolher primeiro as crianças, que têm maior risco de sofrer complicações e morrer", explica.

Pouco trabalho

No Centro de Saúde Padre Tiago, no bairro Alípio de Melo, na região da Pampulha, as equipes da prefeitura tiveram poquíssimo trabalho nesta manhã. Até às 11h, nenhuma criança havia vacinado contra a doença. Todas que foram levadas por adultos estavam com a caderneta de vacinação atualizada.

Caso da bancária Luciana Gomes Pinto, de 36 anos, que levou a filha, de 3, ao posto. Ela queria ser certificar de que uma nova dose não seria necessária. "Acho muito necessário que todos os pais e mães tragam os filhos. Não fiquei nem cinco minutos no posto. O melhor é que aqui eles já conferem tudo e atualizam o que precisar".

A cobertura vacinal contra o sarampo está em 88% em crianças com menos de 1 ano, e em 91,5% nas com idades entre 1 e 5 anos, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

Em novembro, haverá um segundo Dia D, voltado para a população de até 29 anos. Conforme o Hoje em Dia mostrou, é a faixa etária com menor cobertura vacinal dentre a população de Minas Gerais.

Leia Mais:
Mobilização contra o sarampo começa nesta segunda-feira; em Minas, cobertura vacinal está baixa

‘Dia D’ contra o sarampo acontece neste sábado