Após anunciar a vacinação para pessoas de 39 e 38 anos para esta semana, a Prefeitura de Belo Horizonte adiantou o esquema de imunização para cidadãos de 36 e 37 anos, que poderão receber o composto químico a partir da próxima segunda-feira (26).

A ampliação também contemplará a aplicação de segunda dose para cerca de 150 mil profissionais da saúde. As informações foram divulgadas nesta quarta (21) pelo secretário municipal de Saúde, Jackson Pinto, em entrevista à rádio Itatiaia. 

De acordo com o gestor, o cronograma funcionará da seguinte forma: indivíduos de 37 anos (completos até 31 de julho) receberão a proteção a partir de segunda-feira (26). Na terça e na quarta (27 e 28), será a vez dos trabalhadores da Saúde, que receberão o reforço da vacina (segunda dose). Por fim, pessoas com 36 anos serão contempladas na quinta-feira (29).

  • 22/7 (quinta-feira): pessoas de 39 anos;
  • 23/7 (sexta-feira): pessoas de 38 anos;
  • 24/7 (sábado): segunda dose para pessoas de 52 anos;
  • 26/7 (segunda-feira): pessoas de 37 anos;
  • 27/7 (terça-feira) e 28/7 (quarta-feira): segunda dose para cerca de 150 mil profissionais da saúde;
  • 29/7 (quinta-feira): pessoas de 36 anos.

Para receber o imunizante, é necessário comprovar moradia na cidade, apresentar documento de identificação com foto e não ter recebido outra vacina nos últimos 14 dias. Além disso, o interessado não pode ter tido Covid-19 com início de sintomas nos últimos 30 dias.

Já para a conclusão do esquema vacinal das pessoas de 52 anos é obrigatório apresentar o cartão com a aplicação da primeira dose, além do comprovante de residência, do documento de identidade e do CPF.

Onde se vacinar

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, o horário de funcionamento, em dias úteis, dos postos fixos e extras, será das 8h às 17h e os pontos de drive-thru das 8h às 16h30. E atenção: neste sábado (24), excepcionalmente, os postos fixos, extras e os pontos drive-thru funcionarão das 8h às 13h. Os endereços podem ser vistos aqui.

A prefeitura relembra que as pessoas convocadas devem se vacinar nos locais listados para cada grupo. Outra orientação é sempre checar os endereços antes de se deslocar até algum posto. O motivo, segundo o Executivo, é que a definição dos pontos de vacinação é dinâmica e sofre alterações diárias por questões de logística e para evitar aglomeração.

"Além disso, algumas pessoas procuram os pontos de vacinação em data posterior ao chamamento da prefeitura, quando a disponibilização do imunizante para o público específico está mais concentrada em algumas unidades para evitar a perda de doses", completou a administração municipal, em nota.

Leia mais:
Operação resgata mais de 60 pessoas em trabalho análogo à escravidão no Sul de Minas
BH está sob alerta de baixa umidade e outras 35 cidades mineiras têm risco de geada nesta quinta
Arrecadação federal chega a mais de R$ 137,1 bilhões em junho