A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) lançou, nesta quinta-feira (22), a quarta edição do “Procura-se”, programa que colocar criminosos perigosos atrás das grades. Desta vez, 21 homens são considerados ao mais procurados de Minas Gerais. As fotos deles serão espalhadas em cartazes pelos 853 municípios do território.

Relação com nomes e fotos foi divulgada nesta quinta-feira (22) pela Sejusp

Estão na lista bandidos que praticaram diversos crimes graves, como homicídios e tráfico de drogas, e que também atuam no Novo Cangaço, modalidade na qual ladrões aterrorizam pequenas cidades para atacar agências bancárias. Os suspeitos da relação divulgada estão com mandados de prisão em aberto.

Para se chegar até os criminosos, o titular da Sejusp, Rogério Greco, destaca ser fundamental a participação da população por meio de denúncias anônimas. “A partir do momento em que a campanha é lançada, todas as forças estão unidas para buscá-los. Por isso, a colaboração da sociedade é muito importante. Precisamos que todos se unam e denunciem o paradeiro desses alvos no 181. Uma vez que as fotos são divulgadas, eles todos vão perder a tranquilidade. Não vão mais se sentir seguros aqui em Minas”, afirmou o secretário durante o lançamento do programa.

O Procura-se é realizado em parceria com as polícias Civil, Federal (PF), Militar (PM) e Rodoviária Federal (PRF), Corpo de Bombeiros e Ministério Público (MP) do Estado.

De acordo com a Sejusp, a PRF e a PF vão atuar na divulgação da lista de foragidos em todo o território nacional. Já o MP, na inclusão dos alvos prioritários no banco de mandados do Conselho Nacional de Justiça, além de acompanhar os suspeitos que forem capturados, via sistema de Justiça, para garantir a efetividade das prisões.

Histórico

As três primeiras edições do Procura-se foram realizadas em 2011, 2012 e 2017. Ao todo, conforme a pasta, 41 dos 29 alvos foram presos. As denúncias recebidas por meio do 181 contribuíram para o resultado satisfatório. Vale ressaltar que as ligações são gratuitas e sigilosas.
“Temos 70% de retirada de circulação de indivíduos perigosos listados no Procura-se, em edições anteriores. Colocamos uma lupa em pessoas que podem ficar impunes”, destacou o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Rodrigo Sousa. 

Os nomes e as fotos dos 21 procurados estão disponíveis neste link.

Leia Mais:
Ataque a banco é crime comum na ficha dos 12 mais procurados de Minas
Estado divulga imagens dos criminosos mais caçados de Minas; saiba quem são