Sete Lagoas está em situação de alerta para epidemia de dengue em 2022

Bernardo Estillac
bernardo.leal@hojeemdia.com.br
09/11/2021 às 15:34.
Atualizado em 05/12/2021 às 06:13
 (Foto: Secretaria Municipal de Saúde de Sete Lagoas/ Reprodução)

(Foto: Secretaria Municipal de Saúde de Sete Lagoas/ Reprodução)

Sete Lagoas, na região Central de Minas Gerais, está em situação de alerta para a possibilidade de uma epidemia de dengue em 2022. Números do Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegytpti anual, o LIRAa, usado para monitar a Infestação Predial (IIP) do mosquito, aponta que o indicador chegou a 2% no município, sendo considerada uma situação de médio risco pelo Ministério da Saúde.

O levantamento foi realizado entre os dias 18 e 22 de outubro e traz a informação de que a situação é mais grave em bairros nos Boa Vista, Montreal, Bouganville I, Nossa Senhora das Graças, Nossa Senhora do Carmo II, Manoa, Jardim Arizona, Nova Cidade, Santa Luzia, Catarina, Verde Vale, Canadá, Fátima, Industrial, Santo Antônio, Vila do Ipê e Cedro Cachoeira.

“Os criadouros encontrados neste levantamento continuam sendo dentro dos domicílios, principalmente em tambores e reservatórios de água localizados ao nível do solo, seguidos pelos bebedouros de animais, vasos e pratos de plantas, tanques e caixa de passagem", afirma Adriano Souza, do Centro de Controle das Arboviroses da Secretaria Municipal de Saúde.

A secretaria afirma que a situação pode se agravar com a chegada do período chuvoso no verão. E recomenda que os moradores fiquem atentos a possíveis locais de retenção de água, propícios para a proliferação do Aedes aegypti, vetor da dengue e também a zika e a chikungunya.

De acordo com dados do último boletim epidemiológico sobre dengue, zika e chikungunya, divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) no dia 19 de outubro, Sete Lagoas se encontra em região de baixo risco no monitoramento da incidência das doenças. O dado, no entanto, não elimina a necessidade de atenção para o cenário do próximo ano.

Minas Gerais teve quatro epidemias de dengue nos últimos anos, em 2010, 2013, 2016 e 2019.

  

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por