Shopping Oiapoque proíbe vendedores de abordar clientes com gritos e 'puxões'

Deborah Almeida
dcosta@hojeemdia.com.br
17/09/2021 às 15:42.
Atualizado em 05/12/2021 às 05:53
 (Lucas Prates/ Hoje em Dia)

(Lucas Prates/ Hoje em Dia)

O Shoppinng Oiapoque, localizado na região Central de Belo Horizonte, proibiu vendedores do estabelecimento de abordarem os clientes, que passam pelos corredores, com gritos ou gestos físicos, como "puxões". A nota da administração, divulgada na quinta-feira (16), afirma que o objetivo é o cliente ter "direito a escolha”. 

Os comportamentos exemplificados no comunicado foram "tapinha no ombro", aperto de mão seguido de "puxão" e gritos de expressões como "papai, patrão ou patroa". Seguindo protocolos contra a disseminação da Covid-19, a chefia também reforçou a obrigação de usar máscaras, cobrindo a boca e o nariz. A administração ainda afirmou que aqueles que não acatarem as regras estarão sujeitos às sanções administrativas.

Repercusão na internet

Nas redes sociais, as opiniões do público que conhece o local ficaram divididas. Alguns usuários concordaram com a medida, dizendo que deixaram de frequentar o shopping pelas atitudes dos vendedores e que “é chato demais isso”. 

Por outro lado, alguns internautas alegaram que “tiraram a verdadeira essência do Oiapoque” e que essa norma estaria "elitizando" o lugar. 

Confira na íntegra o comunicado: Reprodução / Redes Sociais 

Leia mais: 

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por