O horário de funcionamento dos supermercados e padarias de Minas será estendido até as 22h, informou o governo do Estado nesta quinta-feira (8). A medida pretende reduzir a circulação de pessoas no horário de pico e, assim, evitar aglomerações e diminuir o contágio pela Covid-19. A mudança começa a valer hoje em todas as cidades mineiras.

No entanto, com o fim do toque de recolher no Estado, a nova determinação proíbe a retirada de produtos em balcão em todo o comércio não essencial, das 20h às 5h. Assim, estabelecimentos como bares e restaurantes só poderão funcionar em formato de delivery neste horário.  

“O que realmente queremos é evitar aglomerações. Por isso, a decisão de fazer com que serviços não essenciais, principalmente bares, não vendam produtos em balcão para evitar concentração de pessoas na porta”, disse Fábio Baccheretti, secretário de Estado de Saúde.

Mudanças na Onda Roxa 

A fase mais restritiva do Minas Consciente passou por mudanças e seguirá em vigor em 12 das 14 macrorregiões do Estado até 18 de abril. Além disso, a gestão estadual pôs fim ao toque de recolher, que restringia a movimentação das pessoas nas ruas das cidades entre 20h e 5h.

Na Onda Roxa só é permitido o funcionamento de serviços essenciais. As regras também incluem a proibição de circulação sem o uso de máscara e de pessoas com sintomas gripais, exceto para a realização ou acompanhamento de consultas ou exames. A realização de qualquer evento, público ou privado, também está descartada, ainda que respeitadas as regras de distanciamento social. 

Leia mais:

Minas soma mil mortes provocadas pela Covid-19 em apenas dois dias
Com estoque de vacinas contra a Covid-19 esgotado, BH suspende imunização de novos grupos