A rede pública hospitalar em Belo Horizonte ganhou mais dois leitos de terapia intensiva para atender pacientes com o novo coronavírus e a taxa de ocupação teve uma pequena queda. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura nesta segunda-feira (3), das 424 UTIs reservadas a pessoas com Covid-19, 83,7% estão ocupadas – equivalente a 354 pacientes.

Na última sexta-feira (31), a ocupação dos leitos de UTI dedicados a pessoas com o novo coroavírus era 87,7%. Esse índice é um dos usados pela prefeitura para definir quando poderá haver a reabertura do comércio não essencial. É preciso que fique abaixo dos 70% para que a retomada econômica possa ser analisada.

A administração municipal também analisa a ocupação de leitos de enfermaria por pacientes com Covid – atualmente, dos 1.115 leitos disponíveis, 67,1% estão ocupados, ou seja, abaixo do nível crítico de 70%  – e a taxa de transmissão, que está em 0,97, menor índice desde maio.

O boletim epidemiológico indica ainda que a capital mineira já registra 21.072 casos confirmados de novo coronavírus, sendo que 2.971 se referem a pacientes ainda em acompanhamento (internação e isolamento domiciliar). O levantamento também apresenta  552 mortes pela doença – 24 a mais do que o boletim anterior, publicado na sexta-feira.

Leia mais:
Anvisa homologa respirador criado por empresa mineira; 1,5 mil peças serão doadas ao Estado