Depois de quatro dias seguidos acima de 90%, a taxa de ocupação de leitos de UTI para pacientes com o novo coronavírus em Belo Horizonte teve queda de quatro pontos percentuais e está em 88%. A informação foi divulgada no boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde nesta sexta-feira (10). 

Das 370 unidades de terapia intensiva para pessoas em tratamento da Covid-19, 325 estão ocupadas. De acordo com a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), somente nos últimos 10 dias, foram disponibilizados 244 novos leitos para os casos de coronavírus no Sistema Único de Saúde de Belo Horizonte (SUS-BH), sendo 39 leitos UTI e 205 de enfermaria.

Sobre os leitos de terapia intensiva para cobrir todas as enfermidades em hospitais públicos e filantrópicos, via SUS-BH, a cidade conta atualmente com um total de 1.035 unidades, e a taxa de ocupação é de 85% - redução de 1 ponto percentual em relação ao boletim anterior.

Já em relação aos 1.003 leitos de enfermaria destinados a pacientes com a doença, cerca de 76% estão sendo utilizados. No geral, a taxa de ocupação é de 67% para 4.588 unidades existentes. 

Desde 21 de junho, os índices estão acima dos 80%, o que é considerado pelo comitê de enfrentamento à doença como “zona vermelha”. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado, o coronavírus se propaga de forma exponencial e, por isso, não se pode considerar que a expansão de leitos proporcione flexibilizações nas atividades econômicas.

“O momento da pandemia na capital mostra uma curva ascendente de casos e óbitos pela Covid-19. Mesmo se a taxa de ocupação de leitos na Rede SUS-BH estivesse em 50%, por exemplo, o número daria uma falsa sensação de que seria possível abrir o comércio. Pois o momento atual não permite a flexibilização para abertura, devido à ascendência da curva”, destacou Jackson Machado Pinto.

Nesta sexta-feira, Belo Horizonte registrou um novo recorde de mortes por coronavírus pelo segundo dia seguido. De acordo com a SMS,  mais 24 óbitos por Covid-19 foram confirmados na capital, totalizando 248. O número de casos da doença está em 9.978.